Saiba mais sobre esta promoção

A CIVP, abreviação para Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia, ficou popularmente conhecida como Carteira de Vacinação Internacional.

Ela é um documento obrigatório quando há a exigência do país de destino para entrada.

Mesmo que o passageiro tenha feito reservas de passagens aéreas, hospedagem ou outro serviço, não ter esse documento proíbe a sua entrada e dificilmente terá o valor integral das reservas restituído.

Normalmente a imunização exigida é para febre amarela.

O Certificado Internacional pode ser obtido pela internet, havendo a necessidade presencial apenas para tomar as vacinas.

Dicas e notícias sobre viagens!

Como tirar a Carteira de Vacinação Internacional?

Para poder tirar o documento da carteira de vacinação internacional é preciso:

Tomar as vacinas

Para emitir o documento é preciso tomar a vacina em sua dose integral e não fracionada (meia dose).

Com ela tomada, guarde o comprovante de vacinação, pois o documento será exigido na solicitação online. No dia esteja com um documento de identificação com foto, preferencialmente o RG.

É preciso que a dose integral contra a febre amarela seja tomada com no mínimo 10 dias de antecedência à viagem.

Com relação à vacina contra o COVID-19, é bem provável que essa seja outra exigência na Carteira de Vacinação Internacional a partir de 2021 para entrada em praticamente todos os países.

A dose integral da vacina contra coronavírus porém deverá ser tomada em um período mínimo maior que a da febre amarela, cerca de 14 dias.

Os 10 sites mais confiáveis para comprar Pacotes e Passagens Aéreas!

Fazer o cadastro no site oficial

Com a imunização feita, acesse o Portal de Serviços do Governo Federal. O portal da Anvisa faz parte do domínio www.gov.br.

Clique na opção “Iniciar” em verde na lateral direita do site:

Iniciando a solicitação do CIVP.

Na próxima página será preciso fazer um cadastro no gov.br ou realizar o login caso já tenha se cadastrado.

Insira seus dados pessoais como nome completo, CPF, telefone celular, email e responda perguntas de segurança para validar o cadastro.

Você pode também logar no portal utilizando o seu certificado digital.

Fazendo a solicitação

Ao logar clique na opção do Certificado Internacional e selecione o campo “Solicitar”. Insira novamente seus dados pessoais e anexe o seu documento de identidade.

Serão aceitos fotos e arquivos digitalizados, desde que sejam menores do que 5mb.

Um protocolo será gerado.

Depois preencha as informações sobre a vacina. Insira o lote e data em que ocorreu a vacinação.

Por fim anexe as imagens da frente e verso do comprovante gerado no dia da vacinação.

Aguarde

Com toda a documentação enviada, é preciso aguardar até que Anvisa analise o seu caso dentro de 10 dias úteis.

Caso seja aprovado, o certificado ficará disponível para download através do portal do governo. Ele será enviado para o email informado durante o cadastro.

Imprima e esteja com uma cópia no dia da viagem.

Pronto.

Minha primeira viagem de Cruzeiro – Quais as dicas?

Dúvidas mais comuns sobre a Carteira de Vacinação Internacional

Há muitas dúvidas em relação ao Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia (CIVP). Entre as principais estão:

O que é?

É um documento que comprova a vacinação contra febre amarela, covid (em um futuro próximo) e outras doenças.

Todos os países que exigem a CIVP

Hoje a lista com todos os países está disponíveis no site da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Entre os principais estão a Austrália, Colômbia, Tailândia e outros.

Preciso renovar meu Certificado de Vacinação?

Depende. Atualmente não é preciso pois a imunização contra febre amarela é pra vida toda, porém com a necessidade de uma nova vacinação contra a Covid-19, os países devem passar a exigir a renovação, atualizando o certificado para este caso em específico.

Como emitir a 2ª via do Certificado Internacional no exterior?

Para quem perdeu o Certificado Internacional de Vacinação (CIVP) no exterior, a segunda via do documento poderá ser solicitada através do consulado brasileiro no país.

Informe seus documentos e a área responsável no governo, irá identificar o cadastro do viajante, podendo ser gerado o documento novamente. Uma cópia é enviada por email.

O consulado irá fornecê-lo.

Dose fracionada

No caso da febre amarela, existe a dose fracionada e a integral (dose única). Para viagens internacionais é exigido a dose única.

Lembre-se de exigir isso.

Quem são os responsáveis por aplicar a vacina?

Muitos acham que essa é responsabilidade da Anvisa. A vacinação poderá ser feita tanto na rede pública (SUS) como na rede privada. Porém em ambos é preciso exigir o comprovante para poder inserir no cadastro de solicitação.

Tenho alergia ou outra patologia, o que fazer?

Quando o viajante não pode tomar a vacina contra febre amarela, por contraindicação médica, será preciso solicitar um atestado pedindo a isenção.

Esse atestado deverá estar escrito em inglês ou francês.

A vacina não é recomendada para crianças menores de seis meses, idosos acima dos 60 anos, gestantes, alérgicos, HIV positivo, contagem de células CD4 menores que 350, pessoas que realizaram tratamentos contra câncer e outras doenças que acabam baixando a imunidade.

O Certificado de Vacinação Internacional é pago?

Não. Todo o processo é gratuito, desde que a vacinação seja feita no SUS. Para quem optar por consulta e vacinação particular, haverá esse custo, mas a emissão em si é gratuita.

Tem mais alguma dúvida ou dica? Deixe seus comentários.

Autor
Wes

Wes

A anos trabalhando com as melhores promoções de pacotes de viagens CVC, Hotel Urbano HURB, Decolar, Groupon, Submarino Viagens, pacotes turísticos, promoção de passagens aéreas LATAM, GOL, AZUL, AVIANCA, pousadas, hotéis, resorts e tudo que envolve turismo.